Renascidos: James Hetfield

James Alan Hetfield, nasceu em 1963, numa família seguidora da seita “Ciência Cristã”, algo que na adolescência causou vários conflitos com o seu pai, Virgil Hetfield, pois James questionava os valores da ciência cristã. O seu pai era motorista de camiões e a sua mãe Cynthia, foi cantora lírica. Ela ajudou James nos seus primeiros passos na música. Chyntia faleceu de cancro em 1979 após recusar o tratamento médico, acreditando que a cura viria somente através da fé em Deus, e como tal, recusou todo e qualquer tipo de tratamento médico. James tinha 16 anos quando perdeu a mãe. Este episódio, naturalmente que criou nele uma tempestade interna, afastando-o de Deus. A música  “The God That Failed ” do famoso “Black Album” lançado em 1991 e a música “Until it Sleeps” do álbum “Load” de 1996 retratam esse episódio. Após 20 anos de dor interior afogada no álcool, e após um tratamento de abstinência do vício iniciado em 2002, James é desde então um homem renascido, um bom pai, um bom marido, abençoado e com uma atitude positiva perante a vida. A sua fé (embora não professada explícita e publicamente) é visível tanto em algumas das suas inúmeras letras como nas suas tatuagens: as palmas das mãos em oração junto ao nome dos filhos, uma cruz no centro, e a imagem de Jesus Cristo no seu braço esquerdo.

Em baixo poderá ler o testemunho do Pastor John Van Sloten da New Hope Church em Calgary, Canadá, que recentemente estudou todas as letras dos Metallica, e descobriu que nelas estão incluídos os mesmos sentimentos de raiva, dor, injustiça e mágoa que encontramos no Velho Testamento da Bíblia. No primeiro caso, são sentimentos que James exteriorizava, fruto do mundo podre em que vivemos, no segundo caso, são os mesmos sentimentos de Deus, perante os podres da Humanidade. O Pastor John publicou o seu estudo no livro: “The Day Metallica Came to Church: Searching For The Everywhere God In Everything”. O primeiro capitulo do livro em formato PDF e em inglês, pode ser visto aqui.

No vídeo em baixo poderá ouvir parte da análise clara e positiva do Pastor John sobre a temática lirica dos Metallica, e aquilo que lemos nas Sagradas Escrituras. Os nossos sentimentos mais negros vs. o amor, a esperança e o perdão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s